Qual o risco do meu benefício ser cortado pelo INSS em 2018?

Governo quer fazer 1,2 milhão de perícias em 2018, porém, parte dos quase quatro mil peritos do INSS terá de aderir a uma nova modalidade de trabalho que, levará em conta a produtividade.

Para o ministro em exercício, ao compensar os peritos por produtividade, garantindo ao menos 4 perícias diárias por profissional, o INSS poderá revisar em média 120 mil benefícios mensalmente, chegando ao número de 1,2 milhão de revisões ainda neste ano.

O governo começou a fazer em agosto de 2016 o pente-fino nos benefícios por incapacidade pagos pelo INSS. Até o momento, a revisão focou no auxílio-doença, nos casos de pessoas que há mais de dois anos não passam por revisão médica no INSS.

A consulta de revisão é obrigatória e atesta se permanece ou não a condição que impede o beneficiário de trabalhar.

Para os que são aposentados por invalidez deve passar pela revisão quem tem menos de sessenta anos de idade e está há dois anos ou mais sem passar por perícia.

Ficam de fora pessoas com mais de sessenta anos e quem tiver cinquenta e cinco anos e estiver recebendo o benefício há pelo menos quinze anos.

O beneficiário incluído no pente-fino recebe uma carta de convocação. Depois da notificação, tem até cinco dias úteis para agendar a perícia pela central 135.

Caso contrário, o benefício fica suspenso até a regularização. A partir daí o beneficiário tem mais 60 dias para marcar a perícia. Se não buscar o INSS, o benefício será cancelado.

O INSS pagava em 2016 1,8 milhão de auxílios-doença a cada mês e, em dezembro de 2017, o número caiu para 1,4 milhão. A previsão é encerrar 2018 com 1,1 milhão de benefícios pagos por mês.

Ministro interino explica novo sistema para peritos do INSS

Pelo novo sistema, o perito irá acumulando pontos de acordo com o número de perícias, atendimentos domiciliares e análises processuais, de exames e de laudos.

O perito que cumprir a meta diária, poderá sair mais cedo do trabalho.

“Por segurança, para garantir a qualidade do atendimento, o sistema não permite realizar 30 perícias em uma hora. Cada perícia tem duração mínima de 15 a 20 minutos”, explicou o ministro Beltrame.

Veja como conseguir uma relação dos valores pagos de aposentadoria (extrato de pagamento de benefícios do INSS)

O Histórico de Pagamento é um documento que comprova a renda dos beneficiários, detalhando os valores e a data de pagamento do benefício.

  • Primeiro vez que estiver acessando: entre no site meu.inss.gov.br (acesse Histórico de Créditos).
  • Clique em Login .
  • Caso ainda não tenha a senha, realize seu cadastro.
  • Tudo é efetuado pela internet: serão feitas algumas perguntas trabalhistas e previdenciárias para confirmação de identidade e validação dessa senha.
  • No primeiro acesso, será gerado um Código que deverá ser substituído posteriormente por uma senha pessoal.https://goo.gl/iCBTfw

Tabela do INSS na Folha 2018

O aumento do salário mínimo em 2018 tem reflexos na quantia a ser descontada dos trabalhadores para o pagamento da contribuição para com a previdência social. Para empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos, a alíquota passa a ser conforme descrito abaixo, dependendo da faixa salarial:

 

Tabela do INSS na Folha de Pagamento 2018 – Empregados


  • de 8% para quem ganha até R$ 1.693,72


  • de 9% para quem ganha entre R$ 1.693,73 e R$ 2.822,90


  • de 11% para quem ganha entre R$ 2.822,91 e R$ 5.645,80.



Essas alíquotas correspondem aos salários pagos em janeiro e, portanto, deverão ser retidas apenas em fevereiro.


Veja a situação para o recolhimento de autônomos:

Para o caso dos contribuintes individuais recolhendo através de carnê ou GPS a tabela ficou assim:

 

Faixas de Contribuição do INSS Autônomo 2018 – Novos Valores
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 954,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Baixa Renda, clique para saber mais) R$ 47,70
R$ 954,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Geral, clique para saber mais) R$ 104,94
R$ 954,00 até R$ 5.645,80 20% (Plano Normal) De R$ 190,80 (sobre o mínimo) até R$ 1.129,16 (sobre o máximo)

Tabela de pagamento/desconto do INSS empregados em 2018

Tabela de pagamento/desconto do INSS empregados em 2018

Em sequência as novas faixas de contribuição do INSS 2018 para cálculo da dedução em folha de pagamento. Para empregado a alíquota passa a ser:

  • de 8% para quem ganha até R$ 1.693,72

  • de 9% para quem ganha entre R$ 1.693,73 e R$ 2.822,90

  • de 11% para quem ganha entre R$ 2.822,91 e R$ 5.645,80.


Essas alíquotas são relativas aos salários pagos em janeiro e, portanto, deverão ser retidas apenas em fevereiro. Para janeiro ainda se segue a tabela anterior.



Já a parcela relativa ao salário-família passa a ser de R$ 45,00 para aqueles empregados cuja remuneração mensal não supere R$ 877,67; e de R$ 31,71 para os que possuem remuneração mensal acima de R$ 877,67 e igual ou inferior a R$ 1.319,18.


Veja a situação para o recolhimento de autônomos:

Para o caso dos contribuintes individuais recolhendo através de carnê ou GPS a tabela ficou assim:

 

Tabela de recolhimento do INSS Autônomo 2018 – Novos Valores
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 954,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Baixa Renda, clique para saber mais) R$ 47,70
R$ 954,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado, clique para saber mais) R$ 104,94
R$ 954,00 até R$ 5.645,80 20% (Plano Normal) De R$ 190,80 (sobre o mínimo) até R$ 1.129,16 (sobre o teto)

Tabela do PIS e do PASEP para pessoas com mais de sessenta para o ano de 2018

O pagamento de quotas do PIS/Pasep para pessoas com mais de 60 anos vai começa em 24 de janeiro.

O crédito em conta para quem conta corrente ou poupança individual na Caixa e no Banco do Brasil será feito na noite do dia 22 de janeiro.

Já o pagamento das cotas do PIS/Pasep para homens com mais de 65 anos e mulheres com mais de 62 anos, será retomado a partir desta segunda-feira (8), nas agências e canais da Caixa e do Banco do Brasil, assim como para os cotistas com mais de 70 anos, aposentados e herdeiros. 

Tabela do PIS e do PASEP para pessoas com mais de sessenta para o ano de 2018

Data Quem tem direito a retirar
8 de janeiro Mulheres com 62 anos ou mais e homens com 65 anos ou mais
22 de janeiro Pessoas a partir de 60 anos com conta na Caixa e BB
24 de janeiro Pessoas a partir de 60 anos
A qualquer momento Aposentados, idosos com mais de 70 anos e herdeiros de cotistas falecidos

Resultado de imagen para pis saque

Quem pode sacar

Tem direito às cotas do PIS/PASEP o trabalhador cadastrado no Fundo entre 1971 até 4 de outubro de 1988 e que ainda não sacou o saldo total de cotas. Ou seja, quem trabalha ou já trabalhou em empresa privada, tenha se cadastrado no PIS até o dia 4 de outubro de 1988 e ainda não tenha feito o saque total.

Quem entrou no mercado de trabalho a partir da década de 90 tem direito aos abonos salariais, pagos anualmente pelo PIS/Pasep.

Tabela do Seguro-Desemprego 2018

Tabela do Seguro-Desemprego 2018

Faixas de salário médio Valor da parcela
Até R$ 1.480,25 Multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%)
De R$ 1.480,26 até R$ 2.467,33 O que exceder a R$ 1.480,25, multiplica-se por 0,5 (50%) e soma-se a R$ 1.184,20
Acima de R$ 2.467,33 Parcela será de R$ 1.677,74, invariavelmente

Resultado de imagen para Aplicativo Caixa TrabalhadorA maior parcela do seguro-desemprego em 2018 passa a ser de R$ 1.677,74 a partir desta quinta-feira (11 de janeiro), informou o Ministério do Trabalho.

O patamar máximo aumentou em R$ 34,02 em relação ao valor anterior de 2017 (1.643,72) e é pago aos que receberam salário médio acima de R$ 2.467,33.

O reajuste das parcelas do seguro-desemprego é feito todos os anos pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior. Em 2017, o INPC acumulou alta de 2,07%.

O valor do seguro-desemprego é definido com base em três faixas salariais. O piso do benefício é equivalente ao salário mínimo, que foi reajustado para R$ 954,00.

Dúvidas sobre a prova de vida do INSS

 

  • Eu já fiz comprovação de vida em março eu tenho que fazer de novo?
O recadastramento (prova de vida) é anual, e a prova de vida deve ser verificada na agência bancária pagadora de seu benefício.
Normalmente, a referida agência informa ao segurado quando necessário, exibindo mensagem no terminal, quando do saque do benefício.
  • Quem comprovou no caixa eletrônico , precisa comparecer junto ao banco pagador?
 A situação deve ser verificada na agência bancária pagadora de seu benefício.
  • Isso vale pra quem recebe auxílio doença?
A prova de vida é para todos beneficiários.
  •  A biometria bancária é uma exigência do INSS?
O uso de biometria para a realização da prova de vida é facultativo. Os bancos que possuírem essa tecnologia podem utilizá-la, e como é um recurso do próprio banco, não há como exigir que outros bancos o adotem.
  • Quais documentos são necessários para a realização da comprovação de vida/renovação de senha?

Documento de identificação com foto e de fé pública (ex: Carteira de identidade, Carteira de trabalho, Carteira Nacional de Habilitação, entre outros).

 

  • A comprovação de vida/renovação de senha também pode ser feita por procuração?

Sim, desde que o Procurador tenha sido previamente cadastrado junto ao INSS.

 

  • Se o aposentado não puder ir até a Agência da Previdência Social para cadastrar um procurador por motivo de doença ou por problemas de locomoção, como a comprovação de vida/renovação de senha será feita?

Em caso de impossibilidade de locomoção do beneficiário, o procedimento poderá ser realizado por procurador devidamente cadastrado no INSS ou representante legal. Nesse caso, o procurador deverá comparecer a uma Agência da Previdência Social, munido de Procuração e apresentar o atestado médico que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário.

 

:: Valor do Salário Família para 2018 ::

A cota do salário-família para 2018 passa a ser de R$ 45,00 para aqueles segurados cuja remuneração mensal não supere R$ 877,67; e de R$ 31,71 para os que possuem remuneração mensal acima de R$ 877,67 e igual ou inferior a R$ 1.319,18.

O salário-família é pago ao empregado (inclusive o doméstico) e ao trabalhador avulso, de acordo com o número de filhos ou equiparados que possua. Filhos maiores de quatorze anos não têm direito, exceto no caso dos inválidos (para quem não há limite de idade).

O trabalhador precisa enquadrar-se no limite máximo de renda estipulado pelo governo federal (confira a tabela com o valor do benefício acima).

 

Resultado de imagen para salário familia gov.br

Casos estes trabalhadores estejam recebendo auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e aposentadoria por idade rural, devem realizar o seu requerimento no INSS.

O mesmo vale para os demais aposentados, que também têm direito ao salário-família caso tenham mais de 65 anos de idade, se homem, ou 60 anos de idade, se mulher, e possuam filhos que se enquadrem nos critérios para a concessão.

Principais requisitos
Ter filho(s) de qualquer condição com menos de 14 anos de idade, ou filho(s) inválido(s) de qualquer idade;
Ter remuneração mensal abaixo do valor limite para recebimento do salário-família.

Tabela de Contribuição ao INSS 2018 – (Para empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos)

Tabela de Contribuição ao INSS 2018 – Empregados

O reajuste do salário mínimo em 2018 também se reflete na cobrança da contribuição dos trabalhadores para o INSS. Para empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos, a alíquota passa a ser:

  • de 8% para quem ganha até R$ 1.693,72
  • de 9% para quem ganha entre R$ 1.693,73 e R$ 2.822,90
  • de 11% para quem ganha entre R$ 2.822,91 e R$ 5.645,80.


Essas alíquotas são relativas aos salários pagos em janeiro e, portanto, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro.



Já a cota do salário-família passa a ser de R$ 45,00 para aqueles segurados cuja remuneração mensal não supere R$ 877,67; e de R$ 31,71 para os que possuem remuneração mensal acima de R$ 877,67 e igual ou inferior a R$ 1.319,18.


Veja a situação para o recolhimento de autônomos:

Para o caso dos contribuintes individuais recolhendo através de carnê ou GPS a tabela ficou assim:

 

Tabela do INSS Autônomo 2018 – Novos Valores
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 954,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Baixa Renda, clique para saber mais) R$ 47,70
R$ 954,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Geral, clique para saber mais) R$ 104,94
R$ 954,00 até R$ 5.645,80 20% (Plano Normal) De R$ 190,80 (sobre o mínimo) até R$ 1.129,16 (sobre o teto)

Valor do teto do INSS para 2018 é de R$ 5.645,80

O teto para quem se aposentou pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou de R$ 5.531,31 em 2017 para R$ 5.645,80 em 2018. Veja como ficou a nova tabela de contribuição:

Tabela do INSS Autônomo 2018 – Novos Valores
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 954,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Baixa Renda, clique para saber mais) R$ 47,70
R$ 954,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Geral, clique para saber mais) R$ 104,94
R$ 954,00 até R$ 5.645,80 20% (Plano Normal) De R$ 190,80 (sobre o mínimo) até R$ 1.129,16 (sobre o teto)

Resultado de imagen para teto inss

Resultado de imagen para teto inss

Qual o valor do salário mínimo para 2018? Resposta: R$ 965,00

QUAL O VALOR DO SALÁRIO MÍNIMO PARA 2018? Resposta: R$ 965,00

Divulgada em 2017, a tabela dos valores do salário mínimo 2018 foi corrigida no equivalente à 2,99% , resultando no aumento de R$ 937,00  para R$ 965,00, um aumento de vinte e oito reais.

O valor estipulado para o piso nacional é menor do que o inicialmente previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2018, que era de R$ 969. O ajuste se deu em razão de uma previsão menor para a inflação deste ano, utilizada para calcular o mínimo. O salário é estimado com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do exercício anterior, mais o Produto Interno Bruto de dois anos antes.

VIGÊNCIA VALOR MENSAL VALOR DIÁRIO VALOR HORA NORMA LEGAL D.O.U.
01.01.2018 R$ 965,00 R$ 31,80 R$ 4,34 Decreto 9.255/2017 29.12.2017
01.01.2017 R$ 937,00 R$ 31,23 R$ 4,26 Decreto 8.948/2016 30.12.2016
01.01.2016 R$ 880,00 R$ 29,33 R$ 4,00 Decreto 8.618/2015 30.12.2015
01.01.2015 R$ 788,00 R$ 26,27 R$ 3,58 Decreto 8.381/2014 30.12.2014
01.01.2014 R$ 724,00 R$ 24,13 R$ 3,29 Decreto 8.166/2013 24.12.2013
01.01.2013 R$ 678,00 R$ 22,60 R$ 3,08 Decreto 7.872/2012 26.12.2012
01.01.2012 R$ 622,00 R$ 20,73 R$ 2,83 Decreto 7.655/2011 26.12.2011
01.03.2011 R$ 545,00 R$ 18,17 R$ 2,48 Lei 12.382/2011 28.02.2011
01.01.2011 R$ 540,00 R$ 18,00 R$ 2,45 MP 516/2010 31.12.2010
01.01.2010 R$ 510,00 R$ 17,00 R$ 2,32 Lei 12.255/2010 16.06.2010
01.02.2009 R$ 465,00 R$ 15,50 R$ 2,11 Lei 11.944/2009 29.05.2009
01.03.2008 R$ 415,00 R$ 13,83 R$ 1,89 Lei 11.709/2008 20.06.2008
01.04.2007 R$ 380,00 R$ 12,67 R$ 1,73 Lei 11.498/2007 29.06.2007
01.04.2006 R$ 350,00 R$ 11,67 R$ 1,59 MP 288/2006 31.03.2006
01.05.2005 R$ 300,00 R$ 10,00 R$ 1,36 Lei 11.164/2005 22.04.2005
01.05.2004 R$ 260,00 R$ 8,67 R$ 1,18 MP 182/2004 30.04.2004
01.04.2003 R$ 240,00 R$ 8,00 R$ 1,09 MP 116/2003 03.04.2003
01.04.2002 R$ 200,00 R$ 6,67 R$ 0,91 MP 35/2002 28.03.2002
01.04.2001 R$ 180,00 R$ 6,00 R$ 0,82 MP 2.142/2001 (atual 2.194-5) 30.03.2001
03.04.2000 R$ 151,00 R$ 5,03 R$ 0,69 Lei 9.971/2000 24.03.2000

Caso a economia se mantenha estável durante o ano, a expectativa é que o salário mínimo 2019 seja equivalente a R$ 1.067,40.

Onde, quando e como pedir o salário maternidade?

Onde, quando e como pedir o salário maternidade?
Em função de… Modalidade Onde apresentar o pedido Quando apresentar o pedido? Como comprovar a maternidade?
Parto Empregada (só de empresa) Na empresa A partir de 28 dias antes do parto
  •  Certidão de nascimento ou de natimorto
  •  Atestado médico (caso se afaste 28 dias antes do parto)
Desempregada No INSS A partir do parto
  • Certidão de nascimento
Demais seguradas No INSS A partir de 28 dias antes do parto
  •  Certidão de nascimento ou de natimorto
  •  Atestado médico (caso se afaste 28 dias antes do parto)
Adoção Todos os adotantes No INSS A partir da adoção ou guarda para fins de adoção
  • Termo de guarda ou certidão nova
Aborto não-criminoso Empregada (só de empresa) Na empresa A partir da ocorrência do aborto
  • Atestado médico comprovando a situação
Demais trabalhadoras No INSS

O salário-maternidade do empregado do microempreendedor individual deve ser requerido diretamente no INSS (§ 3º do artigo 72 da Lei nº 8.213/1991).

O salário-maternidade é pago  no caso de nascimento de filho ou de adoção de criança.

1) Contribuinte individual, MEI, empregada doméstica, facultativa e segurada empregada exclusivamente no caso de adoção

2) Segurada desempregada, trabalhadora rural

Ligar no 135

O horário de funcionamento do 135 é das 7 horas às 22 horas, de segunda-feira a sábado.

A ligação é gratuita de telefone fixo, no território nacional. No caso de celular custa o mesmo que uma ligação local para telefone fixo.

Resultado de imagen para salário maternidade

Gostaria de saber como eu posso solicitar uma relação de tempo de contribuição do carne da minha mãe ela contribuiu por aproximadamente 7 meses quando era autônoma, Necessito da folha detalhada com o valor e tempo de contribuição para sua aposentadoria no órgão publico.

  • O próprio segurado poderá verificar suas contribuições e vínculos no CNIS, consultando, no Portal do INSS, no link https://meu.inss.gov.br/central/index.html , em “Extrato Previdenciários (CNIS)”, clicando em “fazer login”, e em seguida clique em “esqueci minha senha”, para confeccionar nova senha, após o que deverá validá-la respondendo as perguntas do próprio site, ou pela Central de Atendimento 135 (ligação gratuita de telefone fixo).
  • Se não conseguir validar a senha pela página ou pela Central, poderá validá-la em qualquer agência da Previdência, sem necessidade de agendamento.
  • Após a validação do código, poderá acessar o extrato normalmente, que informa que a senha expirou, para que o segurado altere a sua senha.
  • A nova senha precisa ter, no mínimo, 8 caracteres, e pelo menos uma letra maiúscula e um caractere especial (Ex: $).

O único valor possível de um desempregado contribuir para ter direito à aposentadoria é aquele de 20% sobre o salário mínimo?

    • Resposta:
    • O contribuinte individual (autônomo), sem relação de trabalho com empresa ou equiparada, também poderá contribuir com somente 11% sobre o salário mínimo, e a contribuição efetuada dessa forma não dá direito a aposentar-se por tempo de contribuição, somente aposentadoria por idade, exceto se indenizar os 9% restantes, incidentes sobre o salário mínimo. Esse modelo pode ser aplicado ao desempregado também. Quem já possui PIS deve utilizar esse número para efetuar as contribuições. Já quem nunca trabalhou e não tem PIS pode fazer a inscrição no portal www.previdencia.gov.br, no item Serviços ao Cidadão – Inscrição na Previdência Social. Também é possível se inscrever pela Central de Atendimento 135. O código a ser utilizado nessa modalidade, para pagamento mensal, é 1473.

       

  • Há ainda a contribuição com a alíquota reduzida de 5% sobre o salário mínimo, destinada à dona(o) de casa, mas nesse caso é exigido que a pessoa esteja previamente cadastrada no CadÚnico do CRAS da Prefeitura mais próximo de sua residência, que não tenha nenhuma renda e que a renda total de sua família seja de até 2 salários-mínimos.

  • É necessário também o recadastramento de 2 em 2 anos, garantindo a manutenção das condições que deram origem à elegibilidade de sua condição como Dona de Casa Baixa Renda.

  • Esta modalidade também não cobre Aposentadoria por Tempo de Contribuição(salvo se houver o pagamento da complementação de 5 para 20%, ou seja, mais 15%, corrigidos com juros e correção monetária).

    Resultado de imagen para desempregados inss

     

Pergunta: tenho uma senha de 9 digitos cadastrado no inss atravez do CNIS só que quero ver os documentos de meu recurso e ao pedirem o cad senha coloco minha senha e eles pedem uma senha de 4 digitos porque?

Resposta:

Esse tipo de senha ainda não está sendo fornecida, portanto, o interessado deverá solicitar vistas ao processo na agência onde foi protocolado.
Como já informado, sugerimos entrar em contato com as Juntas de Recurso ou com a Presidência do CRPS, Conselho de Recurso da Previdência Social, atual CRSS, Conselho de Recurso do Seguro Social, verificando antes as informações no link https://mds.gov.br/acesso…/institucional/previdenciasocial 


Os endereços das juntas e presidência estão disponíveis no link https://mds.gov.br/…/insti…/previdenciasocial/equipe-crps 
Quanto ao número do Nice, deve estar se referindo ao NIS, que é o cadastro efetuado com a Caixa Econômica Federal, onde deverá ser verificado.


Resultado de imagen para consultar recursos inss online

Pergunta: Tenho 32 anos de contribuição e 59 de idade já posso requerer minha aposentadoria mesmo que parcial ?

Resposta:
De acordo com a legislação em vigor, para a aposentadoria proporcional, o segurado deverá verificar o tempo de serviço que faltava em 16.12.98 para completar 30 anos de contribuição, calcular 40% para adicionar a esse tempo, devendo ainda cumprir a idade mínima de 53 anos.

Para a aposentadoria integral é necessário comprovar 35 anos de contribuição, sem limite de idade.

Caso queira, poderá simular o seu tempo de contribuição no link: https://portal.inss.gov.br/servicos-do-inss/simulacao

Pergunta: Sim, calculei e em 98 tinha 13 anos de contribuição, faltando 17+40%= 25 +ou – e hoje já tenho 32 de contribuição

Resposta:
Se desejar, poderá dar entrada na aposentadoria proporcional, já que alega ter cumprido o tempo de contribuição exigido, inclusive o pedágio.
Assim, poderá agendar o requerimento no Portal do INSS, no item “Agendamento”, no link https://portal.inss.gov.br/servicos-do-inss/agendamento/ ou pela Central de Atendimento 135 (ligação gratuita de telefone fixo).

Resultado de imagen para aposentadoria proporcional

Estou grávida e faz mais de dois anos que não tive carteira assinada, atualmente sou vendedora de cosméticos, posso pagar como autônoma para ter direito ao salário maternidade? E se eu quiser posso pagar mais de um mês juntos??

Gabriela Carla Boa tarde, eu estou grávida e faz mais de dois anos que não tive carteira assinada, atualmente sou vendedora de cosméticos, posso pagar como autônoma para ter direito ao salário maternidade? E se eu quiser posso pagar mais de um mês juntos??

Gabriela Carla, o salário-maternidade somente será devido à contribuinte que comprove o recolhimento de, no mínimo, dez meses de contribuições à data do parto, e a legislação não permite o recolhimeno antecipado para fins de benefício. Além disso, a segurada desempregada só fará jus ao salário maternidade se, no momento do parto, ela também tiver a “qualidade de segurada”.
Veja informações sobre “qualidade de segurado” no Portal do INSS, no link https://portal.inss.gov.br/informa…/qualidade-de-segurado/ 
Veja, ainda, as informações sobre o referido beneficio naquele Portal, no link https://portal.inss.gov.br/informacoes/salario-maternidade/

 

 


Veja como calcular pagamento de GPS em atraso pela internet

O segurado que está com as contribuições da Previdência Social atrasadas, por período de até cinco anos, pode regularizar os recolhimentos no portal do INSS (inss.gov.br). Para cálculo de períodos mais antigos, o contribuinte deve se dirigir até uma Agência da Previdência Social.

Você pode gerar sua Guia da Previdência Social (GPS) pela Internet, sem precisar ir ao Centro de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal. A guia pode ser gerada para um mês específico ou para um período, desde que inferior aos últimos 5 anos.

Informações sobre contribuições de empresas ou equiparados devem ser buscadas junto à Receita Federal.

Pagamento do INSS Autônomo em Janeiro de 2018 (relativo a competência Dezembro 2017)

A contribuição mensal vence todo dia 15, coforme disposições no inciso II do Art. 30 da Lei 8.212/1991. Por exemplo, a competência (mês) janeiro vence no dia 15 de fevereiro. Portanto a competência de dezembro/2017 vence em 15 de janeiro de 2018. Se o dia 15 cair no sábado, domingo ou feriado, o contribuinte poderá pagar no primeiro dia útil imediatamente seguinte ao vencimento.

Assim os valores são recolhidos em janeiro de 2018 relativos a competência dezembro de 2017 ainda são calculados sobre a tabela do INSS autônomo 2017:

Tabela do INSS Autônomo 2017
Salário de Contribuição (R$) Alíquota (%) Valor
R$ 937,00 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Baixa Renda, clique para saber mais) R$ 46,85
R$ 937,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição – Plano Simplificado Geral, clique para saber mais) R$ 103,07
R$ 937,00 até R$ 5.531,31 20% (Plano Normal) De R$ 187,40 (sobre o mínimo) até R$ 1.106,26 (sobre o teto)

 

Quais os veículos da JONNY que mais mantém o valor?



Ninguém quer comprar algo que logo esteja totalmente depreciado. Por isso é bom ficar de olho nas referências sobre o que acontece com o veículo no correr dos anos.

A tabela abaixo demonstra quais são os campeões de valorização, levando-se em conta a variação anual de valor de mercado, na média dos últimos anos, e considerando-se veículos em linha. Mantendo o cursor sobre o nome há detalhes sobre esses valores. Clicando no nome você obtém mais informações sobre o modelo.

De acordo com o sucesso em se manter valorizado há um conceito coluna direita da tabela.

Veículos JONNY que sofrem menos depreciação

Veículo
Perda anual de valor de mercado em % [média dos últimos 4 anos] e conceito do desempenho econômico
1 - JONNY TR 150CC
4.01%
Muito Bom
2 - JONNY ATLANTIC
4.14%
Muito Bom
3 - JONNY ATLANTIC 150CC
4.14%
Muito Bom
4 - JONNY HYPE
5.19%
Muito Bom
5 - JONNY HYPE 110CC
5.19%
Muito Bom
6 - JONNY ORBIT
5.77%
Muito Bom
7 - JONNY ORBIT 150CC
5.77%
Muito Bom
8 - JONNY JONNY
7.02%
Bonzinho
9 - JONNY JONNY 50
49CC
7.02%
Bonzinho
10 - JONNY HYPE 50CC
9.33%
Razoável
Clique aqui para o relatório completo com todas as montadoras
Ver por montadora: AGRALE ASTON AUDI BMW BRM BRP BUELL BUENO BUGGY BUGRE BY BYCRISTO CHANA CHERY CHEVROLET CHRYSLER CITROEN DAF DAFRA DAYANG DAYUN DODGE DUCATI EFFA FERRARI FIAT FIBRAVAN FORD FOTON FOX FYBER FYM GARINNI GAS GM HAFEI HAOBAO HARLEY HONDA HYUNDAI IROS IVECO JAC JAGUAR JEEP JIAPENG JINBEI JOHNNY JONNY KAHENA KASINSKI KAWASAKI KIA KTM LAMBORGHINI LAND LEXUS LIFAN LON MAGRAO MAHINDRA MAN MARCOPOLO MASERATI MERCEDES MG MINI MITSUBISHI MIZA MOTORINO MRX MV MVK NEOBUS NISSAN PEGASSI PEUGEOT PIAGGIO PORSCHE PRECOS RAM REGAL RENAULT RIGUETE SCANIA SHINERAY SINOTRUK SMART SSANGYONG SUBARU SUNDOWN SUZUKI TAC TARGOS TIGER TOYOTA TRAXX TRIUMPH TROLLER VOLKSWAGEN VOLVO WAKE WALK WALKBUS WUYANG YAMAHA